Uncategorized

4 riscos de usar cotonete de forma errada

O uso do cotonete virou um hábito de higiene. Seja após o banho, para a retirada de cera ou quando se sente uma coceirinha nos ouvidos. Apesar de estar presentes em praticamente todos os lares, sendo empregadas para limpeza do canal auditivo, as hastes flexíveis podem causar danos para a saúde caso sejam utilizadas de maneira errada.

A verdade é que o ouvido não precisa ser higienizado. Diferentemente do que as pessoas pensam, a cera, ou cerume, não é sujeira, mas um mecanismo que o organismo utiliza para limpeza e assepsia de todo o ouvido. A cera é produzida por glândulas sebáceas, por isso é oleosa. É justamente essa característica que vai reter a sujeira e agir como um impermeabilizante, servindo de barreira de entrada. Sem ela, o canal auditivo ficaria desprotegido, deixando a porta aberta para a passagem, não só de bactérias e outros agentes infecciosos, mas também de pequenas partículas como poeira. 

Neste artigo, trazemos 4 problemas que podem ser causados pelo uso inadequado do cotonete. Confira!

Problemas causados pelo uso de cotonete

1. Tampão de cera

Um dos problemas de se usar o cotonete é a formação do tampão de cera. É que, em vez de ser retirado, o cerume acaba sendo empurrado ainda mais para dentro do ouvido, gerando um acúmulo e até um entupimento. O tampão de cera pode causar sensação de eco e até comprometimento da audição.

2. Infecções

Infecções como a otite podem surgir com o uso contínuo de hastes flexíveis pela formação de tampão de cera ou pela limpeza excessiva do ouvido. A retirada da cera deixa o canal auditivo desprotegido, pois o cerume atua como barreira de entrada de água, micropartículas e bactérias.

3. Perfuração do tímpano

A introdução de objetos no ouvido, entre eles as hastes flexíveis, é uma das causas da perfuração do tímpano. Entre os sintomas estão a intensa dor de ouvido, coceira, zumbido e diminuição da audição.

4. Coceiras

A cera funciona como agente protetor, e a sua retirada pode causar o ressecamento da pele e, por consequência, coceira.

Como deve ser feita a limpeza dos ouvidos

O ouvido não precisa ser limpo, mas, se você acredita que a cera está atrapalhando, veja como fazer a higienização:

Toalha

O mais recomendável é que o excesso de cera seja retirado com uma toalha ou um algodão, usando o dedo para auxiliar no processo. É importante lembrar que essa limpeza deve ser feita apenas na parte externa dos ouvidos.

Soluções otológicas

Existem no mercado algumas soluções apropriadas para a limpeza do ouvido. Não é necessário receita para comprá-las, mas é preciso lembrar que são produtos medicamentosos que devem ser usados com atenção.

Limpeza no consultório

Médicos otorrinolaringologistas realizam no consultório uma limpeza adequada no canal auditivo. A lavagem auricular feita por um especialista tem o objetivo de retirar apenas o excesso de cera, muitas vezes causado pelo tampão ou pela produção intensa de cerume.

O uso do cotonete pode trazer riscos, por isso, deve-se recorrer a outras maneiras para retirar o cerume a mais que o ouvido produz. Se você se sente incomodado ou acredita que pode estar com um tampão de cera causado pelo uso inapropriado das hastes flexíveis, marque uma consulta com um médico otorrinolaringologista.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como otorrinolaringologista em Governador Valadares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviar via Whatsapp