Uncategorized

Mononucleose infecciosa – Você já ouviu falar dessa doença?

Você já ouviu falar em “doença do beijo”? Não se trata de um nome tão incomum, exceto quando lhe atribuímos o nome científico: mononucleose infecciosa.

A mononucleose é a tal doença do beijo, que muita gente já deve ter tido sem tomar conhecimento de que se tratava dela. Isso ocorre porque a mononucleose infecciosa, provocada pelo vírus epstein-barr, tem sintomas que são muito parecidos com os da gripe.

Em geral, as pessoas se consideram gripadas, se tratam como tal e se recuperam no prazo de uma semana, sem saber que viveram um episódio de doença do beijo.

Em muitos casos a doença pode passar despercebida, já que comumente não apresenta sintomas.

Causas e sintomas da mononucleose infecciosa

Na verdade, a doença do beijo é assim chamada porque é transmitida pela saliva da pessoa contaminada com o vírus.

No entanto, qualquer situação em que haja contato com saliva contaminada é suficiente para deflagrar a doença.

Assim, as crianças são bastante vulneráveis a esse vírus, uma vez que entram em contato com a saliva dos pais e de outras crianças. Os adultos também podem não desenvolver os sintomas e, mesmo assim, transmitir a doença.

Os sintomas, como já referido no início deste artigo, são muito semelhantes aos da gripe, mas há um traço importante, que é a febre alta, podendo chegar à marca dos 40º, o que pode levar o paciente a procurar atendimento médico e chegar ao diagnóstico.

Outros sintomas são dor de garganta, fadiga, sensação de mal-estar, dor de cabeça e amígdalas inchadas. Em episódios mais agudos, ocorre inchaço do baço, do fígado e dos gânglios linfáticos do pescoço, além de erupções cutâneas.

Em alguns casos, quando ocorre inchaço do baço, é preciso tomar mais cuidado, principalmente no que diz respeito à observação do repouso. O baço pode levar até seis meses para retornar ao normal.

O tratamento indicado para a mononucleose infecciosa tem o propósito de combater os sintomas, como a dor de garganta. No mais, a indicação é a mesma da gripe: muito descanso. Além disso, é indicado consumir muita água e sucos de fruta, fazer gargarejo com água salgada e usar sintomáticos.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder os seus comentários sobre esse assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como otorrinolaringologista em Governador Valadares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Chat
Envie mensagem direto no Whatsapp