Uncategorized

É um profissional da voz? Veja quando procurar um otorrino

Todo profissional da voz em algum momento da carreira, precisa passar pela avaliação com o otorrinolaringologista. Seja ele um cantor, um locutor de rádio, um professor e palestrante ou um narrador esportivo. Enfim, quem trabalha com a voz não pode deixar de cuidar do principal instrumento seu de trabalho. O ideal é um acompanhamento contínuo, com avaliações periódicas.

Contudo, a falta de tempo, aliada à falta de conhecimento, faz com que muitos profissionais acabem comprometendo seu ganha pão e a sua própria saúde, por falta de cuidados adequados.

Alguns problemas recorrentes que todo profissional da voz enfrenta são a rouquidão, a ardência da garganta ao falar e a perda da potência da voz . Há ainda o cansaço para falar, ou a presença de “falhas” na voz, sempre que se está falando sobre algo importante.

Como é realizada a avaliação?

Em qualquer um destes casos, o otorrino procederá com a avaliação das cordas vocais através de lentes especiais chamadas de endoscópios, e que serão acopladas em câmeras e equipamentos próprios para observação da laringe e das pregas vocais.

Vale lembrar que estas lentes e câmeras são delicadamente introduzidas através da boca ou das narinas, por um mecanismo que, apesar de tantos receios e “propagandas enganosas” por parte da crença popular, dificilmente provoca desconforto no paciente. O paciente também fica acordado durante todo o procedimento, não sendo necessário qualquer tipo de sedação.

Tratamentos

A laringe pode ser acometida por diversos problemas, tais como infecções, inflamações, inchaços e alterações nas pregas vocais, e até problemas mais sérios, como nódulos, cicatrizes, cistos e tumores malignos ou benignos. Há casos em que doenças, como sinusite ou rinite também provocam deformações na voz, comprometendo a fala.

Após o médico descobrir as causas destas alterações poderá propor ao paciente alguns tipos de tratamento e até mesmo uma avaliação com um profissional de fonoaudiologia, para ajudar a planejar este tratamento com todo cuidado. Os tratamentos são individualizados, podendo ser medicamento e/ou fonoterápico. Em último caso, havendo determinadas lesões, será estudado procedimento cirúrgico.

Em qualquer que seja o caso, vale ressaltar que dentre os cuidados que o paciente deverá tomar, estão o repouso com a voz, ingestão de líquidos (água de preferência), além de cuidados alimentares e moderar o quanto antes os hábitos de fumar e de beber em excesso.

A saúde em primeiro lugar sempre! Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como otorrinolaringologista em Governador Valadares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Chat
Envie mensagem direto no Whatsapp