Uncategorized

O que é a septoplastia?

O septo é uma estrutura óssea e cartilaginosa coberta por mucosa respiratória, que divide a cavidade nasal em duas metades. Em geral, ele é uma estrutura linear, mas  como qualquer estrutura no corpo humano, ele também pode sofrer alguma alteração, o que pode levar a uma irregularidade no seu trajeto. A falta de alinhamento (por tortuosidades no osso ou na cartilagem) pode ocasionar problemas para o indivíduo respirar. Nesses casos, a septoplastia é a cirurgia recomendada para correção.

Além da obstrução nasal, problemas como crises de sinusite, cefaleias ou dificuldade para detectar odores podem estar presentes  em quem tem desvio de septo, e a cirurgia é indicada para tratar esses sintomas.

Septoplastia: como funciona o procedimento?

A cirurgia, que dura geralmente  em torno de 1 hora, consiste em reposicionar o septo e alinhá-lo num sentido reto exato. Na maioria dos casos, o procedimento é feito sob anestesia geral.

Mais especificamente, é feita uma incisão na parte interna do nariz, pela qual todo o procedimento de retirada e correção do desvio é realizado. O curativo é feito com uma placa de silicone, o splint nasal, que serve para evitar aderências e hematomas.

Precauções

Embora pareça simples, a septoplastia requer certos cuidados pré operatórios importantes. Não se deve ingerir  anti-inflamatórios 10 dias antes da cirurgia. Um jejum de 8 horas deve ser feito antes de realizar a operação, tanto de alimentos quanto de líquidos.

Como em muitos outros procedimentos cirúrgicos, alguns pacientes ficam nervosos antes de se submeterem à operação. Nesses casos, o médico pode recomendar o uso de um calmante para dar mais tranquilidade ao indivíduo.

Resultados pós-cirurgia

A recuperação é avaliada em retornos periódicos. Nos primeiros dias, o paciente pode não sentir dor na região operada, mas é comum haver pequenos sangramentos acompanhado de enjoos e vômitos. A melhor solução é o descanso contínuo e não fazer esforço, além de seguir as recomendações prescritas.

No primeiro retorno, em geral após 10 dias, é feita a retirada do splint nasal, procedimento praticamente indolor. A higiene nasal também deve ser feita com frequência e o paciente pode sofrer inchaços no rosto e nos olhos.  Nesse período, porém, os resultados da correção já podem ser notados.

Nos retornos subsequentes, é verificada a cicatrização e a ocorrência ou não de aderências (sinéquias), que são tratadas nesse período.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como otorrinolaringologista em Governador Valadares!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Chat
Envie mensagem direto no Whatsapp