Uncategorized

Videolaringoscopia: conheça o exame

A videolaringoscopia é o exame que permite, ao médico, visualizar a base da língua, as estruturas da laringe, faringe e cordas vocais, com o auxílio de laringoscópico rígido, que possui uma minicâmera na ponta. As imagens captadas pela câmera são transmitidas diretamente ao monitor do médico otorrinolaringologista. Este procedimento também é conhecido como endoscopia laríngea.

O exame é rápido e pode ser feito no consultório médico. O paciente deve ficar duas horas em jejum, antes do procedimento. Para tornar o exame mais confortável, o médico aplica o spray anestésico na garganta, com efeito sobre a laringe e faringe.

O laringoscópico é introduzido pela boca. Para examinar crianças é mais comum usar o nasofibroscópico flexível, equipamento que garante a mesma eficácia ao procedimento.

A maioria dos pacientes tolera o procedimento sem grande dificuldade.

Dependo do problema a ser investigado, como câncer, por exemplo, o médico pode aproveitar para fazer a biópsia, recolhendo amostras dos tecidos de laringe e faringe.

Quando fazer a videolaringoscopia

Este exame é solicitado para diagnosticar lesões funcionais e/ou orgânicas na laringe, faringe e cordas vocais. Portanto, o procedimento é aplicado em diagnósticos de disfonia prolongada (rouquidão), pacientes que sentem dor e dificuldade para engolir,  casos de aftas recorrentes, sintomas do tabagismo crônico, refluxo gastroesofágico, caroço ou nódulo na garganta, dentre outros problemas.

Existem restrições à videolaringoscopia?

De modo geral, a videolaringoscopia pode ser realizada em pacientes de todas as idades. No entanto, cabe ao médico avaliar o estado geral e situações muito específicas como é o caso dos pacientes portadores de doenças cardíacas, pulmonares, distúrbios neurológicos e aqueles com alergia comprovada às substâncias usadas no exame.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre o meu trabalho como otorrinolaringologista em Governador Valadares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Chat
Envie mensagem direto no Whatsapp